Conteúdo

Introdução

Hoje em dia, saber montar um provedor de internet é um conhecimento básico para quem quer atuar ou já atua na área de telecomunicações, visto que há uma grande demanda para este serviço.

Mas antes de entrarmos, de fato, neste passo a passo, uma dica importante que posso dar é: faça um curso de fibra óptica! Tudo isso para se apropriar melhor dos nome dos cabos e equipamentos e entender como funciona toda a logística no ramo.

Outro detalhe a se pensar é que os pequenos provedores já contam com a preferência de moradores das zonas rurais, por exemplo. Pois empresas gigantescas como Vivo, Claro e Tim, só para citar algumas, não tem interesse em fazerem investimentos nestas regiões.

Vamos começar?

O que deve ser levado em conta no início é:

  • A região onde vai montar o provedor já conta com outros concorrentes?;
  • Quais velocidades estes provedores entregam?;
  • Se seu provedor for via rádio, fique atento com questões climáticas, nível de poluição ou a topografia do lugar, pois são fatores que poderão influenciar na qualidade do sinal;
  • Faça uma abordagem na região e tenha uma média de idade das pessoas (se forem mais novas, a chance de usarem mais banda para jogos precisa ser levada em conta. Se for uma faixa mais alta, talvez este uso diminua).

Feito isso, é interessante procurar uma empresa especializada para ajuda-lo em toda parte burocrática, pois precisará providenciar uma licença SCM, com um custo de R$ 9 mil em média – lembrando que não há cobrança de taxas para provedores cadastrados com menos de 5 mil assinantes e que houveram mudanças Regulatórias para estes tipos de Provedores –, além do projeto para compartilhamento de postes (caso seja uma internet por fibra ótica) ou antenas e torres (caso seja via wireless).

O suporte de uma outra empresa no que diz respeito ao projeto de rede pode ser interessante, principalmente para você entender quanto irá gastar em materiais como ferragem, alça, metragem de cabo, melhor OLT e etc. E lembre-se: compre produtos com Nota Fiscal e homologados pela Anatel ou pela concessionária de sua região, pois haverá fiscalização e produtos poderão ser apreendidos se não tiverem as NF e não estiverem homologados.

Fibra ótica ou rádio, qual a mais vantajosa?

Em diversas situações, dependendo da região, a Internet via rádio poderá ser a única opção de banda larga, principalmente porque se tornou mais habitual o uso de fibra ótica em grandes cidades e capitais.

Se a via rádio necessita do provedor, da torre de transmissão (ou POP) e de uma antena na casa ou apartamento do cliente, para capturar o sinal e um modem, a fibra ótica precisa apenas de um cabo (normalmente composto de vidro, plástico e manta contra impacto) que é direcionado para a casa do cliente.

A questão da estabilidade é uma variável importante e a fibra ótica oscila menos neste sentido, pois a conexão, como já dissemos, é feita por cabos que vão da central até a residência do cliente. A internet via rádio ficará refém de fatores como o bom posicionamento das antenas, dos obstáculos que podem travar o sinal ou mesmo as chuvas fortes, por exemplo.

E a questão da velocidade? Bem, a fibra ótica também ganha com folga, pois as operadoras trabalham com bandas de 50 Mb/s, chegando até a 200 Mb/s para usuários domésticos. Já a via rádio não se distancia muito dos 10 Mb/s.

Fidelização do cliente

Agora chegou o momento de fidelizar seus clientes. E isso deve ocorrer entregando a eles um serviço de qualidade e mantendo um bom diálogo entre a marca e o usuário final, isso vai garantir o famoso “marketing boca a boca” e novos interessados.

No quadro de funcionários (tanto suporte técnico quanto call center), contrate um número suficiente para suprir as manutenções que precisarão ser feitas, além de fazer o investimento devido em cursos para capacitação destes profissionais.

Os valores inseridos por aqui de cada equipamento poderá variar de acordo com a sua região e com o período que você estiver lendo esta matéria. caso desejar um PLANO DE NEGÓCIO para sua região. entre em contato conosco.

Fizemos uma média de cada um deles:

Equipamentos, serviços de consultoria e valores

Link dedicado

Este serviço deverá ser estudado com maior cautela, pois é o maior custo para seu provedor para iniciar e manter seu projeto. o custo por mega de link IP pode varias entre R$ 15,00 a R$ 25,00, já link PTT pode ser abaixo de R$ 15,00. os valores são bem variavel depende da sua demanda e região.

Equipamentos

Rack (R$ 1000,00)

Routerboard

Roteador (R$ 100,00)

Servidor PPPoE (R$ 3000,00

Switcher de agregação (R$ 1000,00 )

OLT – Terminal de Linha Ótica (R$ 5000,00)

2 CCR – 1 concentradora e 1 fazendo link (R$ 14000,00)

DIO – Distribuidor Interno Ótico (R$ 1000,00)

Cordões Ópticos (R$ 50,00 cada cordão)

Nobreak (R$ 1000,00)

Máquina de Fusão (R$ 10000,00)

Cabos de Fibra 12FO (R$ 2,00 por metro)

Caixas de Emenda (R$ 90,00)

Spliter para fazer a divisão da fibra (R$ 45,00 cada)

Caixas de Atendimento, que irão receber o sinal para mandar para o cliente (R$ 60,00)

Ferragens para prender cabo no poste, abraçadeira ajustável aço para postes Bap 3 De 1,20m (R$ 11,00)

Plaqueta para colocar no poste (R$ 3,50)

Cabo Drop para puxar o cabo da caixa até a casa do cliente (R$ 400,00)

Conector de fibra óptica (R$ 4,00)

ONU (R$ 200,00)

Custos com impostos, quadro de funcionários, contabilidade, consultoria.

Sobre os Impostos

Simples nacional inicia com 6% sobre o faturamento.

Imposto com Anatel, empresa que estão inicioando normamalmente estão enquadradas no simples nacional. portanto empresas enquadrada nesta modalidade estão isenta de imposto com Anatel, por sua vez é necessario informar seu faturamento através do SFUST e SICI.

Quadro de funcionários

Sálario de um atendente administrativo em média R$ 1.410,00 (dados coletado da empresa Vagas.com em 06/10/2020).

Sálario de um técnico em instalação e reparação de fibra óptica R$ 2.165,00 (dados coletado da empresa Vagas.com em 06/10/2020).

Será necessario no minimo um responsavél técnico em telecomunicação registrado no conselho CFT ou engenherio eletricista, eletronico ou de telecomunicações.

Técnico em Telecomunicações no Brasil em média é de R$ 2.547,0

Honorários de um engenherio eletricista com 6 horas diárias é 6 salários mínimos conforme consta nas resoluções do CREA.

Contabilidade

Escritorio de contabilidade para tercerizar o serviço custo inicial em média R$ 300,00. Caso desejar contratar um profissional para o quadro de funcionários em média R$ 3.078,94 R$ 4.810,85 ( dados coletado da empresa Educa Mais Brasil em 06/10/2020 )

Consultoria

Consutoria técnica em redes em média R$ 2500,00 mensal.

Consultoria burocratica perante Anatel, CREA, CFT, Registro.br em média R$ 250,00 mensal.

Projetista em rede de fibra óptica, em média R$ 4,000,00 para um projeto de 1024 clientes.

Resumo das principais obrigações perante os órgãos, conselhos e concessionárias

-Licença na Anatel;

-ASN;

-Emissão de nota fiscal modelo 21 e 55;

-Responsável técnico;

-Projeto de compartilhamento de poste.